6 Dicas para estratégias de boa saúde

Dicas de cuidados boa saúde

 

 

 

 

1 Dica: Vá em frente tome mais café

.

“O café é um verdadeiro remédio milagroso que salva vidas.”

Embora se afirme que o que uma sim­ples xícara de café faz de maravilhoso no corpo ainda seja um “mistério para a ciência”, grandes estudos epidemioló­gicos comprovaram repetidamente seu benefício espantoso.

Alguns destaques recentes das pesquisas:

Mais de 3 xícaras por dia baixam em 20% o risco nas mulheres do tipo mais comum de câncer de pele. Mais de 4 xícaras por dia reduzem em 60% o risco do câncer de próstata.

Tomar pelo menos 1 xícara de café por dia baixa em até 25% o risco de AVC nas mulheres. Consumir pelo menos 2 xícaras diárias reduz em 20% a pro­babilidade de depressão nas mulheres.

“Tome o café preto ou no máximo com um pouquinho de leite desnatado para reduzir as calorias“. O benefício do café desca­feinado não é tão prodigioso, portanto prefira o café comum se aguentar a ani­mação.

 

 2 Dica: Muita proteína pela manhã.

 

 

A proteína ajuda a convencer o cérebro e o estômago de que estão bem nutridos e satisfeitos; quando não a consumimos, a fome pode nos levar direto para o saqui­nho de batata frita,o que é uma péssima estratégia diz o Dr. Mark Hyman, pioneiro da medicina holística.

Num estudo recente, os voluntários cujo a estratégia de consumo diário de proteína foi menor que 15% do total de calorias ingeridas ficaram famintos depois do café da manhã e fizeram mais lanches durante o dia do que aqueles cujo consumo de pro­teína excedeu esse valor.

Os lanchinhos lhes dariam mais de um quilo por mês se continuassem assim. Uma dica importante: não guarde proteínas para o jantar.

Um dos truques é comer um mix de sementes de chia, linhaça, girassol, quinoa e aveia pela manhã como são riquíssimas em proteína, têm carga glicêmica baixíssima e muito ômega-3.

 

  3 Dica: Aumente o nível de potássio.

 

 Segundo a cardiologista Dra. Martha Gulati, da Universidade Estadual de Ohio, nos EUA, melhore a proporção entre potássio, quer baixando o sódio, aumentando o potássio – ou, melhor ainda, fazendo os dois.

Isso porque o potássio compensa o efeito do sódio de aumentar a pressão arterial. As pesquisas mais recentes verificaram que as pessoas com a proporção menos saudável têm um risco de morrer de infarto acima do dobro daquelas com a proporção mais saudável.

Outro estudo revela que aumentar em 1.600 mg a ingestão diária de potássio (equivalentes, digamos, a 1 copo de leite, 2 bananas, 1/4 de abacate e ½ xícara de passas) reduz em 21% o risco de AVC. As novas diretrizes recomendam 4.700 mg por dia.

Outras boas fontes são cacau, damasco seco, peixe, ameixa-preta, espinafre, iogurte natural e batata com a casca.

 

  4 Dica: Acelere com o tempero da vida.

 

As pimentas fazem mais do que arder e nos ruborizar. A capsaiclna, seu ingrediente ativo, também estimula o metabolismo durante uma hora depois da ingestão, diz a famosa chef Jennifer Iserloh, que criou receitas para o livro Food Cures, de Joy Bauer.

Os pratos apimentados também aceleram a sensação de saciedade e ajudam a não comer demais, além de a pimenta, pobre em calorias, ser boa fonte de vitamina C.

Comece polvilhando algum floco de pimenta calabresa em pratos italianos sugere ela, ou troque o pimentão de uma receita por uma pimenta jalapeno fresca.

 

 5 Dica: Coma mais Quinoa.

 

 

Rica em proteína, fibras e magnésio, mineral raro que protege contra a hipertensão, a quinoa tem a merecida fama de “superalimento”.

Mas há quem a considere meio insossa. Os restaurantes têm um segredo que não consta nas embalagens, diz Scott Uehlein, chef do spa Canyon Ranch, nos EUA: eles a tostam primeiro.

“Isso dá ao grão um sabor amendoado, rico e incrível”, diz ele. Basta espalhar a quinoa num tabuleiro e levá-la ao forno a 175°C por 8 a 10 minutos, até dourar, e depois cozinhá-la seguindo as instruções.

A técnica também melhora o sabor de outros supercereais, como trigo-sarraceno e painço.

 

   6 Dica: No lanche, alimentos energéticos de verdade.

 

 

Na hora de saciar a fome do meio da tarde, uma barrinha de cereais parece tentadora. Desista desta ideia. A maioria delas contém pelo menos 30 g de açúcar refinado e glicose de milho além de muita maltodextrinas que provocarão um aumento na produção de insulina estimulando o apetite em vez de saciá-lo.

Em vez das barrinhas, experimente bolachas integrais multigrãos com 2 colheres de sopa de manteiga de amendoim orgânica. Graças à combinação de gordura, proteína e fibras, você terá o estímulo rápido e duradouro de que precisa.

Espero que tenha gostado deste post. Adoraria ver seus comentários!

Até o próximo post

Luiz C Fokkelman

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *