Dieta para viver mais de 100 anos

 

Dieta para viver mais de 100 anos

 

Todos nos buscamos a longevidade com saúde não é mesmo. Então se você busca uma alimentação saudável, para viver mais de 100 anos, devem incluir em sua alimentação diariamente, raízes, tubérculos, bulbos e talos folhas verdes frutas e cogumelos, grãos e vagens. O principio da alimentação natural e saudável se da inicialmente pela composição de vegetais sendo estes os pratos principais. Finalizando com os carboidratos e as proteínas e as frutas.

Os vegetais contribuem para a longevidade e uma Dieta para viver mais de 100 anos como a regularização de seu organismo, pois são ricos em fibras solúveis e insolúveis. 80 a 85 % de sua alimentação devem ser frutas, legumes, grãos, verduras e feijões. Use azeite de oliva extra virgem  para dar um sabor aos vegetais e óleo de coco para refogar. Faça uma salada com folhas e grãos inteiros diariamente.

As proteínas principalmente das carnes devem ser consumidas de preferência carnes brancas e magras. Peixes e aves são uma boa sugestão, sendo ingeridas  em pequenas porções três vezes por semana são ideal para a saúde.

DIMINUIÇÃO DE LEITE

Caso você consuma leite de vaca, tente ir reduzindo seu consumo e substituindo por outro tipo como: de soja, de amendoim, de amêndoa. O leite de vaca tem muitas enzimas que causam fermentação e putrefação em nosso intestino, especialmente a lactasse, por isso recomendável  que você evite. Se o queijo é uma tentação tente porções menores de preferência aos queijos pecorino ou de cabra.

 

 

COMA MAIS FEIJÕES

Prepare uma mistura de arroz integral e feijão de preferência pelo carioquinha, feijão de corda marcassa, lentilhas, grão de bico. As populações com mais longevidade comem pelo menos quatro vezes mais feijão do que nós, em média. Um estudo de cinco países, financiado pela Organização Mundial de Saúde, descobriu que comer 20 gramas de feijão diariamente reduz o risco de morte cerca de 8% e contribui para viver mais de 100 anos

O fato é que os feijões representam o superalimento. Em média, eles são compostos de 21% de proteína, 77% de carboidratos complexos (o tipo que fornece uma energia lenta e constante, ao invés do pico que você obtém de carboidratos refinados como farinha branca) e apenas alguns por cento de gordura. Eles também são uma excelente fonte de fibra. Eles são baratos e versáteis, vêm em uma variedade de texturas e são embalados com mais nutrientes por grama do que qualquer outro alimento na Terra .

Os humanos comem feijão há pelo menos 8.000 anos; eles são parte do nosso DNA culinário. Até mesmo o livro da Bíblia de Daniel (1: 1-21) oferece uma dieta de feijão de duas semanas para tornar as crianças mais saudáveis.  Pelo menos meia xícara por dia – fornece a maioria das vitaminas e minerais que você precisa. E porque os feijões são tão saudáveis e satisfatórios? O alto teor de fibra nos grãos ajuda os probióticos saudáveis a florescerem no intestino . Apenas o preto não é muito recomendável, pois fermenta muito nos intestinos. Todos os feijões contêm proteína e fibra de alta qualidade.

AÇÚCAR

Consuma apenas 28 gramas (7 colheres de chá) de açúcar adicionado diariamente preferencialmente mascavo ou demerara. Reserve biscoitos, bolos e doces para ocasiões especiais. Leia os rótulos e evite alimentos com mais de 8 gramas de açúcar. Biscoitos, barra de chocolate, muffins, barras de granola e até mesmo barras energéticas, todos oferecem um ponche de açúcares que aumentam a insulina. Estamos todos geneticamente conectados para desejar doces, então instintivamente queremos saciar o desejo rasgando um pacote de biscoitos recheado, ou nos deliciando com aquele bolo coberto com aquela cobertura de puro açúcar.

CASTANHAS

Coma um punhado de nozes diariamente: amêndoas, pistaches, nozes, avelãs, sementes de girassol, sementes de abóbora, castanha do Pára e amendoim. Experimente outro tipo de castanhas para não se cansar delas. Evite castanhas com açúcar. Experimente a multimistura um mix de varias castanhas e sementes.

PÃES

Para seguir a Dieta para viver mais de 100 anos, coma apenas pães integrais ou pão de fermento natural, pão caseiro ou de uma boa procedência. Nunca compre pão integral no supermercado, eles tem muitos aditivos para conserva-los por mais tempo nas prateleiras.  Limite o pão a duas fatias por dia. Faça tortillas de cereais integrais, tapiocas. Evite pães brancos e refinados. Porem a farinha refinada não é o único problema inerente aos nossos habituais nestes alimentos como os pães brancos ou de trigo. O glúten, uma proteína, dá ao pão a sua macies e textura, mas também cria problemas digestivos para algumas pessoas. Os pães artesanais de grãos integrais ou massa fermentada são diferente cada um com suas próprias características saudáveis. Muitos deles de uma variedade de grãos integrais, incluindo trigo, centeio e cevada – cada um dos quais oferece um amplo espectro de nutrientes, como triptofano, um aminoácido e minerais de selênio. e magnésio.

Faça pães que incorporem sementes, nozes, frutas secas e grãos integrais. Um alimento completo, como sementes de linhaça, chia, acrescenta sabor, complexidade, textura e valor nutricional.

INTEGRAL EM TUDO

Tente comer apenas alimentos integrais se for industrializado ou alimentos processados ​​leia muito atentamente o rótulo.  Evite os alimentos que contenham muitos conservante, acidulantes, corantes, antioxidantes.

BEBA MAIS ÁGUA

Beba seis copos de água diariamente. Sinta-se à vontade para beber chás, sucos e café. Desfrute de um vinho  com os amigos ou com refeições inspiradas. Evite todos os refrigerantes açucarados e diet.

A maioria dos nossos gostos é bloqueada por volta dos cinco anos. Na verdade, o ponto ideal para adquirir novos sabores é durante o primeiro ano de vida. Infelizmente, a maioria das mães não percebe isso, e elas alimentam seus filhos com mingau ou comida para bebé industrializadas e com muito açúcar, o que inclina o gosto das crianças em relação a uma alimentação doce para a vida. Muitas vezes também cedem à conveniência de comprar para seus filhos alimentos ricos em sal e lanches ricos em gordura. Se as mães consumirão  alimentos salgados ricos em gorduras saturadas e trans durante a gravidez, é provável que seus filhos nasceram com um gosto pela junk food.

Então você já sabe agora é com você, faça sua analise e pondere como quer passar os próximos anos de sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *