COLESTEROL, QUE NÃO SE VIVE SEM (parte 2)

Nesta segunda parte deste post vou continuar falando a respeito do colesterol e seus malefícios principalmente os que encantam a vista e destroem a nossa saúde.

Gorduras hidrogenadas

COLESTEROL, QUE NÃO SE VIVE SEM (parte 2)

Você sabe o que é a gordura hidrogenada?  Segundo a definição da Wikipédia, As gorduras trans são um tipo especial de gordura que, em vez de ser formado por ácidos graxos insaturados na configuração cis, contêm ácidos graxos insaturados na configuração trans. Esse tipo de gordura é pouco comum na natureza, mas é produzido a partir de gorduras vegetais para uso na indústria alimentícia. A gordura trans age como a gordura saturada ao elevar o nível da lipoproteína (concentração endoplasmática) de baixa densidade no sangue (LDL ou “colesterol ruim”). Isso faz que os níveis de absorção da proteína de alta densidade HDL e do colesterol sejam pasteurizados, sendo que essa pasteurização é responsável pela remoção de HDL do sangue. Isso aumenta as chances do aparecimento de um ateroma, isto é, a placa de gordura no interior de veias e artérias,

Sabe aquela vontade de comer biscoitos recheados, ou aqueles muffins coloridos que parecem deliciosos!  Você deve ficar longe deles porque todos levam gordura hidrogenada na composição. A indústria alimentícia utiliza a gordura hidrogenada na preparação da maioria dos produtos.

 Aditivos químicos dão uma vontade quase irrefreável de comer mais um, mais um… A gordura hidrogenada, por sua vez, é pródiga em gordura trans. O perigo do ingrediente é o mesmo que o da gordura saturada. Ou seja, ela influencia no aumento das taxas de LDL.

Como escolher os alimentos certos

A escolha dos alimentos corretos para o cardápio de quem anda com o colesterol alto pode ser muito mais gostosa e fácil do que se possa imaginar, garantem às nutricionistas Ana Carolina Elias de Almeida e Solange de Oliveira Saavedra, do Conselho Regional de Nutricionistas, CRN, (Terceira Região). Elas dão o caminho das pedras para quem deseja encarar uma batalha contra o colesterol alto e sair vencedor, sem abrir mão do prazer de comer bem.

A linhaça

A linhaça existe em duas versões: marrom e dourada. A linhaça marrom, nativa da região mediterrânea, já está mais adaptada ao solo do nosso país e ao clima quente e úmido. Já a dourada, cresce em climas mais frios, sendo geralmente importada do Canadá.

Estudos feitos até hoje não apontam diferenças significativas na quantidade de nutrientes entre um tipo e outro. Proteínas, carboidratos, vitaminas, fibras e ácidos graxos poli-insaturados – principalmente ômega-3, importante para a prevenção de doenças cardiovasculares faz desta semente uma delícia bastante indicada para sua dieta.

Moída ou triturada, a semente tem suas características potencializadas, já que sua casca é resistente à ação do suco gástrico. Iogurtes, sucos, vitaminas, saladas e sopas ficam muito mais saborosas com a farinha de linhaça.

Chia

Benefícios da semente de chia. A chia é boa fonte de ômega 3, antioxidantes, fibras, aminoácidos e proteína. Aumenta a saciedade, diminuir as taxas de colesterol e controlar os níveis de açúcar no sangue.

Apesar de seu pequeno tamanho, as sementes de Chia são repletas de propriedades nutricionais importantes. Elas são uma excelente fonte de ômega 3 que ajuda a aumentar HDL, o colesterol bom que ajuda a proteger contra ataque cardíaco e acidente vascular cerebral.

As sementes também são ricas em antioxidantes, fibras, magnésio, zinco, ferro e cálcio.

Os óleos

O azeite de oliva, rico em gorduras insaturadas (mono e poli-insaturadas), sendo livres de colesterol e de gordura trans. O azeite de oliva – por não tolerar altas temperaturas – deve ser utilizado em temperatura ambiente, acrescido na salada ou no final da cocção de um alimento ou prato. Ele reduz o colesterol ruim (LDL) e aumenta o bom (HDL).

O melhor óleo para se usar em frituras, o que não é muito recomendável e o óleo de coco, por aquentar altas temperaturas sem oxidar. Os demais óleos: soja, milho e girassol começam a oxidar quando chegam a 100° graus.

As oleaginosas

Nozes, castanhas do Pará, castanha de caju, amendoim e pistache, além de ser uma delícia, têm alto valor nutricional e concentram doses elevadas de gorduras insaturadas, que auxiliam no combate ao colesterol LDL e às doenças coronarianas.

Só é preciso tomar cuidado com a quantidade de calorias destas sementes: duas ou três unidades da sua favorita já são suficientes. Atenção: caso você tenha hipertensão, evite as versões salgadas. As fibras, substâncias antioxidantes (como a vitamina E) e minerais (como o zinco e o selênio) fazem parte do pacote de saúde das oleaginosas.

LEGUMES

Os legumes são alimentos de origem vegetal, portanto, não fornecem colesterol quando ingeridos na alimentação cotidiana. Devem compor o almoço e o jantar, fornecendo vitaminas, minerais e fibras (muito importantes para ajudar a manter baixo o nível de colesterol).

Os alimentos de origem vegetal como verduras, legumes, frutas, leguminosas e grãos ainda são ricos em fitoesteróis, uma espécie de primo vegetai do colesterol (até a estrutura química deles é parecida). Os fitoesteróis diminuem os níveis de mau colesterol no sangue e, por isso, protegem o seu coração.

OVOS

Os ovos são o alimento mais rico da natureza contem todas as vitaminas, proteínas e aminoácidos e o seu colesterol é do bem. Você pode substituir a carne vermelha ou frango por ovos algumas vezes por semana.

CHOCOLATE AMARGO

O leite e a manteiga de cacau acrescentam doses de gordura saturada na guloseima que provoca arrepios de desejo. O chocolate amargo a 70% é diferentemente e pode fazer parte da sua dieta. Ele é rico em flavonoides substâncias que diminuem o LDL. Diariamente, inclua 30 g ou um pedacinho de chocolate amargo. Só não pode exagerar a porção de hoje não fica acumulada para amanhã, ou seu organismo não dá conta de aproveitar os benefícios.

SUCOS PARA COMBATER O COLESTEROL

VITAMINA ANTI COLESTEROL

Ingredientes:

•     1 abacate sem a semente

•     1 litro de leite vegetal ou de sua preferência se for de vaca prefira o desnatado

•     2 colheres (sopa) de mel

Modo de preparar:

Bata todos os ingredientes no liquidificador e beba imediatamente

SUCO ANTICOLESTEROL

Ingredientes

1 copo de água

3 lascas de gengibre

3 ramos de salsa

3 cenouras picadas

1 maçã

Modo de preparar Faça um chá com o gengibre e a salsa, deixando ferver por 3 minutos. Espere amornar, coe e bata no liquidificador com as cenouras e a maçã descascada e sem sementes. Beba ao longo do dia.

SUCO DE ABACATE E ACEROLA

Ingredientes

1 abacate sem casca e sem caroço

10 acerolas (100 g)

1 dentes de alho

2 copos de água filtrada

Modo de preparar

Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e beba em seguida

SUCO DE CENOURA E COUVE

Ingredientes

2 cenouras

2 molhos de couve

1 maçã vermelha

Alguns ramos de salsa

Modo de preparar Descasque as cenouras, corte em pedaços. Corte os restantes legumes e maçã. Bata tudo junto no liquidificador ou na centrífuga. Beba em jejum, ou antes, do almoço.

SUCO DE CASCA DE ABÓBORA

Ingredientes

100 g de casca de abóbora

1 copo de água

Modo de preparar

Lave bem a casca da abóbora e bata no liquidificador. Tome em jejum, 15 minutos antes do café da manhã. Não adoce. Use durante 4 semanas e pare por 2 semanas, até retornar.

Grande abraço a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *