• G+

Alimente seu cérebro e previna-se da Demência e do Alzheimer

 

Alimente seu cérebro e previna-se da Demência e do Alzheimer

 

Alimente seu cérebro e previna-se da Demência e do Alzheimer, nossa alimentação nem sempre condiz com o que comemos, seja pelo horário apertado, ou falta de tempo para preparar. Mas até que ponto estamos nos prejudicando. Podemos reverter isto através de uma dieta saudável incluindo alimentos ricos em zinco, selênio, ferro, fósforo. Estes sais minerais participam de inúmeras trocas elétricas e mantêm o cérebro ativado. Estes elementos se encontrão em todas as sementes e grãos, também em raízes e folhas verde escuro. Inclua Também a vitamina E,   vitamina C contidas em sementes e grãos e nas  frutas, verduras.

De preferência ao morango, pêssego, uva, kiwi, tomate, maçã e também na cebola e espinafre, pois contem uma substância que facilita e estimula a formação de novas conexões entre os neurônios e mate-las forte evitando  a demência e o Alzheimer.  Segundo o Instituto Salk, na Califórnia (EUA), essa substância vem sendo considerada fundamental para manter a memória jovem, além de auxiliar na concentração, no aprendizado e na memorização. O cérebro consome grande parte da energia do corpo, absorvendo cerca de 20% das calorias que um adulto ingere. Níveis saudáveis de glicose ajudam na formação das memórias. Veja abaixo como fazer isso:

 

Vitaminas do complexo B: Regulam a transmissão de informações (as sinapses) entre os neurônios, presente nas sementes e nas fibras dos alimentos integrais e proteínas.

Bioflavonoides: São polifenois com forte ação antioxidante. Além das sementes, são encontradas também no limão, frutas cítricas, uva e nas folhas verde escuro.

Colina: Participa da construção da membrana de novas células cerebrais e na reparação daquelas já lesadas. Presente na gema do ovo e em todas as sementes e grãos (predominância na soja), como também em óleos vegetais prensados a frio.

Acetil-colina: Um neurotransmissor, fundamental para as funções de memorização no hipocampo. Assim como a colina ela também está presente na gema do ovo e em todas as sementes e grãos, como também em óleos vegetais prensados a frio.

Fitosterois: Estimulante poderoso do sistema de defesa do organismo, reduzindo proliferação de células tumorais, infecções e inflamações. Também está presente em todas as sementes e grãos, como também em óleos vegetais prensados a frio.

Fosfolipídeos (entre eles a Lecitina): Funcionam como um detergente, desengordurando tudo  por onde passa. Além disso, participam na recuperação das estruturas do sistema nervoso e da memória. Presente em todas as sementes e grãos.

Ômega-3: Funciona como um anti-inflamatório poderoso, evitando a morte dos neurônios. Existem somente três fontes: os peixes de águas frias e profundas e as sementes de linhaça e prímula.

Carboidratos: A glicose é a energia exclusiva do cérebro. Por isso, ficar muito tempo sem comer carboidratos diminui a atividade mental. Carboidratos complexos (pão, batata, grãos) são absorvidos mais lentamente, fornecendo energia de forma regular. Já o açúcar dos doces é absorvido tão rapidamente que é armazenado como gordura, sem fornecer energia de modo constante.

Cafeína: É um potente estimulante do sistema nervoso central. Tem efeitos positivos, como aumento da disposição física e diminuição do sono. Em excesso, causa danos à memória. Café e chá verde.

Triptofano: Aminoácido que atua no sono e no desempenho cerebral. Pode ser encontrado no leite, queijo branco, nas carnes magras e nozes.

Você também pode consumir o abacate ele possui propriedades antioxidantes que ajudam a prevenir o envelhecimento e deterioração precoce da saúde. Além disso, contém ômega 3, ideal para proteger o cérebro do desgaste prematuro. Já o tomate contém uma substância chamada licopeno que, graças às suas propriedades antioxidantes, demonstrou ser útil para a prevenção de muitas doenças, dentre elas, vários tipos de câncer e acidente vascular cerebral. Outra muito boa é a semente de chia, pois favorecem o funcionamento dos neurônios e melhoram a atividade cerebral. É uma das maiores fontes de ômega 3. Ela previne o envelhecimento dos tecidos, reduz as taxas do colesterol ruim (HDL) e reduz também os triglicerídeos.

No final da tarde é bom tomar um chá já dizia minha vó, então de preferência pelo chá verde, ele é um ótimo  antioxidante, e ajuda a prevenir as doenças do coração e as que atacam o cérebro como a demência e o Alzheimer, evita os danos causados com o passar do tempo, mantendo protegidas as nossas células. Outra dica super boa também lá da vovó é aquele mingauzinho de aveia, Na aveia são encontrados nutrientes essenciais como ácido fólico, ácidos oleicos, vitaminas do complexo B, então inclua aveia no seu próximo lanche. E se você gosta de temperos vai adora esta: O açafrão é rico numa substância chamada curcumina, que é um composto que previne da Demência e do Alzheimer ajudando a evitar progressão de sintomas da doença. Uma dieta em que se priorize as gorduras saturadas aumenta a produção de algumas proteínas amiloides que promovem o surgimento da demência e do Alzheimer.

Alimentos prejudiciais à saúde de seu cérebro

Se você é daqueles que não gostam de tomar café da manhã e sai pra trabalhar ou para fazer suas atividades sem tomar café. Está correndo sérios riscos de ficar hiperglicêmico e de ter baixa concentração e falhas de memória. Isso de deve por causa de nosso cérebro consumir 20% de nossa energia e de manhã é quando é mais preciso devido ao período da noite não ter consumido nada. Fuja das gorduras saturadas e os ácidos graxos, eles tem efeito devastador que causam mau  funcionamento do cérebro. Os produtos que  são muito açucarados, podem prejudicar bastante o cérebro. O consumo em longo prazo de açúcar pode criar uma grande variedade de problemas neurológicos, interferir na memória e prejudicar a capacidade de aprendizado. Por isso, é recomendável que se evite produtos muito açucarados e com alto teor de frutose, ela está presente em todos os alimentos processados ou que tenha sido adicionado xarope de milho (refrescos, sucos açucarados, frutas enlatadas) causa lentidão no cérebro e problemas de memória.

Alimentos ricos em gordura também podem desencadear sintomas similares aos sinais de abstinência, quando você para de consumi-los. Esses alimentos afetam a produção de dopamina, que é uma substância química responsável pela sensação de felicidade e que dá suporte à função cognitiva do cérebro, à capacidade de aprendizado, à atenção, à motivação e à memória;

Frituras

Praticamente todas as frituras contêm químicos, corantes, aditivos, sabores artificiais e conservantes, que podem afetar o comportamento e funcionamento cognitivo do cérebro, devido à química que provoca a hiperatividade, tanto em crianças, como em adultos. As frituras também destroem lentamente as células nervosas localizadas no cérebro. Alguns óleos são mais perigosos do que outros, como o óleo de girassol e de soja, que estão entre os mais tóxicos. Outra questão está relacionada com as gorduras trans elas podem causar uma série de problemas, desde os relacionados ao coração até colesterol elevado e obesidade. Além disso, pode fazer mal ao cérebro, deixando-o mais lento e afetando os reflexos e a qualidade de resposta, além de ser um serio risco  AVC. E  consumida por muito tempo, pode resultar em encolhimento do cérebro, que é um pouco semelhante com o envelhecimento causado pela doença de Alzheimer. Isso acontece porque as gorduras trans vão lentamente danificando e entupindo  as artérias cerebrais. Elas são fortemente inflamatórias em seu corpo, incluindo os danos às membranas celulares. Evite óleos hidrogenados em alimentos processados, tais como: margarinas e bolachas recheadas.

 

 

Uma alimentação saudável e balanceada manterá seu corpo em um perfeito estado. Então de um passo a favor da alimentação mais integral e saudável.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *