Os benefícios do Ginseng

 

Os benefícios do Ginseng

Há cerca de 5 mil anos os chineses e os coreanos utilizam a planta ginseng e atribuem-lhe muitos efeitos benéficos.  Referenciada pela primeira vez na Dinastia Han. O nome botânico dessa variedade asiática é Panax ginseng  que deriva da palavra panaceia, de origem grega, que significa remédio para tudo. Mas a planta é conhecida, em geral, por ser um suplemento e um Tonico, alem de um medicamento. A planta pertence à família das araliáceas, que inclui a era e o nardo americano. É cultivada na China, na coreia, e na região oriental da antiga URSS, em solos úmidos, frescos e arborizados, ricos em húmus.

Cuidadosamente desenterrada, a raiz é lavada, retirando-se as raízes secundarias. Algumas espécies são tratadas no vapor, segundo um método secreto que tornam vermelhas e quase translucidas. A variedade que não é submetida ao vapor (ginseng branco) mantém o aspecto amarelo e opaco. A secagem das raízes faz-se lentamente, ao longo de vários meses, em compartimentos com diferentes temperaturas, preservando e endurecendo-os.

Diz-se que o ginseng alivia as dores de cabeça, o cansaço, o esgotamento e a amnésia, atrasa o processo de envelhecimento e é um complemento no tratamento no tratamento das doenças cardíacas, das diabetes, da tuberculose, das doenças renais, distúrbios psiquiátricos e problemas circulatórios. Diz-se também que o ginseng tem propriedades afrodisíacas, mas a maioria dos terapeutas acredita que os seus efeitos são o resultado de suas qualidades como tônico.

Constituintes ativos.  O ginseng  contem tantos ingredientes diferentes que os pesquisadores tem tido dificuldades em determinar quais deles, ou quais as combinações deles, são responsáveis pelos efeitos que lhe atribuem. Alguns dos principais constituintes e os efeitos que produzem incluem: vários óleos, como sapogeninas e panaceno, que segundo se diz estimulam o sistema nervoso central; glicosidos de saponinas, substâncias vegetais que se decompõem produzindo açucares, e que são conhecidas por ginsenósidos.Influenciando o sistema o sistema imunológico, aumentando à resistência as infecções, reduzindo a coagulação do sangue e ajudando a regular os mecanismos internos do corpo; panxanos quimicamente chamados glucosidos esteroides que reduzem os níveis de açúcar no sangue; vários fenóis vegetais e em particular o maltol.

Sua fama de ajudar a proteger os tecidos, possivelmente reduzindo o desgaste causado pelo envelhecimento. O ginseng   pode ser adquirido para consumo de diversas maneiras, tais como em pó, raiz para mascar, pulverizado em comprimidos, ou como extrato para ser utilizado em decocção ou chá medicinal. O ginseng também contém vários hormônios, vitaminas do complexo B  e vitamina D, e outras substancias que, em sua combinação com os ingredientes acima mencionados, produzem um efeito geral bastante complexo.

Como utilizar o ginseng. Os terapeutas sugerem diferentes doses dependendo das condições gerais da pessoa. A recomendação para se utilizar como tônico é de 60 mg diários de ginseng em pó, sob a forma de comprimidos, capsulas ou decocções. O mesmo também pode apresentar efeitos colaterais, como por exemplo, dores de cabeça, irritabilidade e outros problemas decorrentes.

 

Talves  você também possa gostar de:

Você sabe o que é Bromelina?    

Os perigos do Diet e Ligth

 

Maravilhas do Própolis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.