A história do chá

Existem muitas fabulas e mitos a respeito da origem do chá.

A mais conhecida data de 5000 anos atrás, na China, no reinado do Imperador Sheng Nong, governador, amante das artes e da ciência éra conhecido como o Curandeiro Divino. O Imperador, atormentado com doenças endêmicas que havia se espalhado pelo seu  Império, decretou que todas as pessoas fervessem a água antes de consumir.

Belo dia, quando o governador passeava em seus jardins, solicitou que lhe fosse servido água fervida enquanto descansava debaixo da sombra de uma árvore uma das folhas caiu em sua xícara, promovendo uma cor anhá e de cheiro suave.  O Imperador decidiu provar, admirado com o sabor agradável. Introduziu então esta bebida ao seu povo.

Apesar de ser uma lenda, porem esta não deixa de ter uma parte de verdade. Sabe-se que a origem do chá remonta-se ao período anterior a Dinastia T’ang ao poder, entre os anos 618 e 906. Proveniente da cordilheira asiática no Himalaia em forma de arbusto e de nome cientifico Camellia Sinensis.

O chá só começou a ser difundido no Ocidente através da Ásia Central e da Rússia. No entanto, só quando os portugueses chegaram ao Oriente, nos finais do século XV, é que se começou a conhecer verdadeiramente o chá.

Nesta época, As naus portuguesas traziam a carga de chá para o porto de Lisboa, de onde,  em seguida era reexportada para a Holanda e a França. Um sacerdote jesuíta português foi primeiro europeu a escrever sobre o chá. Porem no século XVII, a frota dos holandeses era a mais poderosa da Europa, ficando assim os Holandeses e Ingleses com grande parte do comercio de chás e especiarias.

Existem muitas fabulas e mitos a respeito da origem do chá. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *