• G+

Pão essênio

pao essenio

Para falar um pouco de pão, você já ouviu falar do pão dos Essênios? E afinal que foram eles? vendo um pouquinho de história…

Os Essênios  constituíam um grupo que teve existência desde mais ou menos o ano 150 a.C. até o ano 70 d.C. Estavam relacionados com outros grupos político-religiosos, como os saduceus.         O nome essênio provém do termo sírio asaya, e do aramaico essaya ou essenoí, todos com o significado de médico, passa por orum do grego (grego therapeutés), e, finalmente, por esseni do latim. Eram adeptos de uma seita judaica que existiu na Palestina, no Oriente Médio, entre os séculos 2 a.C. e 1 d.C. Os essênios viviam afastados da sociedade, no deserto, concentrados em estudar o Torá – escrituras sagradas para os judeus e que formam os primeiros cinco livros do Antigo Testamento -, jejuar, rezar e realizar rituais de purificação, numa espécie de comunismo primitivo, no qual todos os bens eram de propriedade coletiva. Em suas sociedades, que em geral excluíam mulheres, eles observavam rigorosamente os mandamentos de Moisés e obedeciam a uma estrita regra de disciplina, codificada em manuscritos, que regulava todos os detalhes da vida diária. O surgimento da seita ocorreu numa época em que a classe alta de Jerusalém, na Palestina, estava sob forte influência da cultura grega – racional e pagã.

Separaram-se dos fariseus por não concordarem com algumas questões religiosas e politicas isolaram-se no deserto na margem ocidental do Mar Morto em um mosteiro em Qumran. Existiam naquela época 4 mil essênios espalhados por toda a Palestina. Os essênios eram conhecedores de ervas medicinais, comiam refeições frias preparadas de véspera. O partir o pão era tratado como um ato ritual, era uma espécie de Eucaristia. Alguns estudiosos acreditam que João Batista pode ter vivido algum tempo numa comunidade essênia. Seu desaparecimento de-se por volta do anao 70 d.C., em decorrencia da revolta judaica perdida para o exército romano que esmagou a rebelião.

Pão Essênio

Coloca-se uma xícara e meia de grãos orgânicos variados (trigo, centeio, milho, cevada, aveia) em uma assadeira grande com três xícaras de água, ou mais durante o período de uma noite.  Coe a água em um coador ou peneira observe para que os grãos não sequem, Enxágüe os grãos aproximadamente 3 vezes ao dia germinando assim durante 36 horas, eles então comecaram a brotar, seja paciente até que alcancem um tamanho adequado uns 0,5 cm de germinação. Após essa fase moe os grãos germinados em um moedor, um liqüidificador ou um processador. Amasse até adquirir a consistência de uma massa de pão. Vtrigoocê pode acresentar futas secas ou outras sementes como nozes, castanhas, ou temperos, como salvia, oregano, alecrim. Faça pequenas bolinhas e as achate, coloque em uma assadeira untada e deixe no sol até que se perceba a criação de uma crosta por fora, ou então pode-se usar o forno em tempratura moderada 50° em caso de dias nublados.

Até a próxima

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *