Moringa Oleifera você conhece?

A Moringa Oleifera

Após uma atualização e manutenção do WordPress, volto com esta reportagem muito interessante a respeito desta planta a Moringa Oleifera.

A Moringa Oleífera (Moringaceae), planta originária da Índia é considerada por botânicos e biólogos, um milagre da natureza. Uma esperança para o combate da fome no mundo. Rica em vitaminas e sais minerais, ela tem:

a) Sete vezes mais vitamina C que a laranja;
b) Quatro vezes mais cálcio que o leite;
c) Quatro vezes mais vitamina A que a cenoura;
d) Três vezes mais potássio que a banana;
e) Duas vezes mais proteína que o leite (cerca de 27% de proteína, equivalente à carne do boi);
e) Mais ferro que o espinafre;
f) Vitaminas presentes: A, B (tiamina, riboflavina, niacina), C, E, e beta caroteno.
g) Minerais presentes: Fósforo, Ferro, Selênio e Zinco.

O conteúdo de vitamina nas folhas da moringa é de 23 mil ui (unidades internacionais) por 100 gramas de folhas maduras, o maior dentre os vegetais comestíveis. Para se ter uma ideia da importância desse conteúdo, o brócolis possui 5 mil ui e a cenoura 3.700. As folhas da moringa são boa fonte de fósforo, cálcio, ferro e vitamina c contém também cerca de 27% de proteína na matéria seca. Pesquisa na internet, mostrará centenas de referências a respeito da moringa. É considerada medicinal. Estudos demonstraram sua eficiência em dezenas de doenças: é antidiarreica, anti-inflamatória, antimicrobiana, antiespasmódica, antidiabética, diurética, vermífuga (flores e sementes).

UTILIZAÇÃO DA PLANTA

SEMENTES – O óleo da moringa é similar em qualidade ao azeite de oliva. Por ser a única planta conhecida que floresce todo o ano, a moringa, também, é considerada melífera, própria para a criação de abelhas. Seu mel é considerado medicinal e alcança elevado valor no mercado europeu. Pela produção intensiva de flores e sementes, estudos recentes recomendam seu plantio para extração de biodiesel de suas sementes.

As sementes verdes podem ser cozidas, iguala feijão branco, soja, etc., e servidas na forma de salada.

FOLHAS – Suas folhas e flores são comestíveis, para humanos e animais. As folhas da árvore moringa podem ser usadas para fazer um molho nutritivo. Cozinhe duas xícaras de folhas frescas por alguns minutos em uma xícara de água. Acrescente sal, cebola picada, manteiga ou outros temperos conforme o gosto.

FLORES – Das flores da moringa se faz um prato apreciado na Indonésia e Timor Leste, chamado makansufa, As flores são fritas em óleo de coco, e imersas em leite de coco, sendo comidas com arroz ou milho. As folhas e flores podem, também, ser consumidas em vitaminas ou sucos com outros legumes, como beterraba, cenoura, ou frutas como a laranja, maçã, melão, mamão, caju, abacaxi. etc.

As flores também poderão ser utilizada em um chá medicinal, recomendado para resfriados, de uso popular em vários países. O suco das flores ou folhas, pode compor caldos ou molhos, na sua forma natural para preservar vitaminas e sais minerais. É excelente no tratamento para redução de peso, e por ser rica em nutrientes, facilita uma reeducação alimentar sem agressão ao corpo e ao metabolismo.

As suas flores são muito utilizadas para alimentação de abelhas tipo Europa (Apis) ou as nativas sem ferrão. Produzem muito néctar para a alimentação das abelhas, florescendo o ano todo. De suas folhas, flores ou sementes, se pode extrair um produto, utilizado como decantador no tratamento de água para consumo humano, similar aos produtos aos químicos utilizados pelas companhias de tratamento de água. As folhas maceradas em poças de água barrenta provocam rápida limpeza. Se não estiver contaminada, fica própria para o consumo. No Nordeste brasileiro esta planta já está sendo utilizada para este fim.

VAGENS – As vagens novas podem ser cozidas, iguala aspargos ou vagens de feijão. E bastante utilizada desta forma no Haiti.

CASCAS – De suas cascas se faz artesanato, pois são muito maleáveis e próprias para moldar e fazer cestos, trançados, etc.. Pode ser processada para extrair uma fibra, para produzir tapetes. Sua seiva tem gosto adocicado. A casca e a resina, tem tanino, que é utilizado para o curtimento de couros para a fabricação de calçados, bolsas, vestuário, etc.

BATATAS – Pode-se planta-la em canteiros, como uma hortaliça, e quando a planta atinge cerca de 30 centímetros , arranca-se o pé e se extrai uma batata para consumo alimentar. Tem gosto de rábano, próximo do rabanete, A seiva e a batata, tem todas as vitaminas da plantas em concentração. Essa batata pode ser comida em saladas ou refogados. Ou mesmo em sucos de frutas ou legumes. Após esse período de 30 dias a batata desaparece e transforma-se na raiz da planta.

ORNAMENTAL – Em muitos países se planta a Moringa como ornamental pois ela produz flores o ano inteiro, sendo a única planta conhecida com essa capacidade.

CELULOSE – Sua madeira é mole, mas é excelente para produzir celulose para fabricação de papel.

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES SOBRE USO

ALIMENTAÇÃO HUMANA – Por suas propriedades alimentícias, pode ser utilizada em tratamentos de desnutrição, pois é rica em proteína, vitaminas e sais minerais. Também pode ser utilizada no combate à obesidade e ao colesterol elevado, substituindo com nutrição equivalente, mas com muito mais vitaminas e sais minerais, a carne e vários outros alimentos que engordam ou que são ricos em gorduras saturadas.

USO MEDICINAL – Na África, com milhões de pessoas com o vírus HIV e AIDS, tem sido uma arma no combate aos efeitos debilitadores dessa doença, por ser rica em proteínas, vitaminas e sais minerais, assim como é poderosa arma contra a desnutrição crônica em muitas regiões daquele continente.

Resultados positivos ocorreram no tratamento de prostatite, câncer da próstata, reumatismo, tumores, lúpus eritematoso, artrites e outras doenças autoimunes, hipertensão arterial, hepatite, mobilidade gastrintestinal, vírus Epstein-Barr, epilepsia, fadiga crônica, males causados pelo tratamento de câncer, tratamento pré-natal, de glaucoma, de má nutrição de adultos e crianças, de redução da obesidade, cura de irritação gastrointestinal, de dermatoses, de bronquites e de inflamações de mucosas em lactentes. As raízes são laxativas. A planta produz efeito renovador das células epiteliais, dos órgãos sexuais e do cérebro.

Estudos demonstraram sua eficiência em dezenas de doenças: é antidiarreica, anti-inflamatória, antimicrobiana, antiespasmódica, antidiabética, diurética, vermífuga (flores e sementes).

Existe citação do uso dessa planta com essa finalidade na bíblia, em Êxodos 15:24-25. Ela é considerada um milagre da natureza, uma verdadeira farmácia natural.

Os usos mais comuns da Moringa

Vagens verdes, folhas, flores e sementes que podem ser torradas As sementes contém 40% de óleo por peso. Usado para cozinhar, produzir sabão, como base para cosméticos e em lâmpadas.  Tradicionalmente usado para ‘tratamento para uso doméstico’ no Sudão e Indonésia.  Usado com sucesso no tratamento de água em grande escala no Malawi. Todas as partes da planta podem ser usadas em uma variedade de remédios tradicionais. A semente em pó é usada em unguento no tratamento de infecções da pele causadas por bactérias comuns. A folhas e sementes podem ser usadas como alimento para o gado ou como fertilizante para o solo.  Podem servir como cercas ou para quebrar a força do vento. A madeira é fonte de combustível. Os galhos principais podem ser podados para que outros galhos cresçam.

 

Por isso que a mesma é chamada de Planta milagrosa.

 

[wpsr_facebook] [wpsr_addthis]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.