Aspartame do Mal

Caro amigo leitor,

Transcrevo aqui uma entrevista Dr Jorge Jacinto à respeito do adoçante Aspartame.

 

Voltem para o velho e bom  açúcar, que no Brasil  há mais de 500 anos que  alimenta a nossa população e nossos antepassados não  apresentavam esses sintomas das doenças “modernas”
Passei alguns dias falando na CONFERÊNCIA  MUNDIAL DE MEIO AMBIENTE a respeito do ASPARTAME,  conhecido como Nutrasweet, Equal, Zerocal, Finn e  Spoonful.
Eles anunciaram que existia uma  epidemia de Esclerose Múltipla e Lúpus sistêmico, e não  entendiam que toxina estava fazendo com que essas  doenças assolassem os Estados Unidos tão  rapidamente.
Eu expliquei que estava lá para  falar extamente sobre este assunto.
ALZHEIMER,  MAL DO ADOÇANTE. Artigo escrito pela Dra. Mancy Marckle.

Quando a temperatura excede 30º C, o  álcool contido no ASPARTAME se converte em formaldeído e  daí para ácido fórmico (o ácido fórmico é o veneno das  formigas), que provoca acidose metabólica. A toxicidade do metanol imita a esclerose múltipla e as pessoas  recebem diagnóstico errado de esclerose  múltipla.
A Esclerose múltipla não se constitui  em sentença de morte, mas a toxicidade do metanol sim.  No caso do Lúpus sistêmico, estamos percebendo que é  quase tão grave quanto a esclerose múltipla, especialmente em usuários de Diet Coke Diet Pepsi e Coca Zero. Nos casos de Lúpus sistêmico causado pelo  ASPARTAME, a vítima geralmente não sabe que o Aspartame  é a causa de sua doença e continua com seu uso, agravando o lúpus a um grau tão intenso que algumas  vezes ameaça a vida. Quando interrompemos o uso do  Aspartame, as pessoas que tinham lúpus ficam  assintomáticas.
Em uma conferência eu disse: ‘Se  você está usando ASPARTAME (Nutrasweet, Equal, e  Spoonful, etc.) e sofre de sintomas como fibromialgia,  Ardor nos olhos e na garganta, Tosse crônica, Tonturas, Hipertensão, Urticaria, Afadigamento,  Insonia, Aumento de peso, Irritabilidade, espasmos, dores, formigamento nas pernas, câimbras,  vertigem, tontura, dor de cabeça, zumbido no ouvido,  dores articulares, depressão, ataques de ansiedade, fala  atrapalhada, visão borrada ou perda de memória – você  provavelmente tem a DOENÇA DO ASPARTAME! As pessoas  começaram a pular durante a palestra dizendo: Eu tenho  isto, é reversível? É impressionante.
Há um tempo  atrás houve Audiências no Congresso dos EUA incluindo o  aspartame em 100 produtos diferentes. Nada foi feito. Os  lobbies da droga e da indústria química têm bolsos muito  profundos.
Agora existem mais de 5000 produtos  contaminados com este produto químico, e a patente  expirou. Na época da primeira audiência, as pessoas  estavam ficando cegas.
O metanol no aspartame se  converte em formaldeído na retina do olho. Formaldeído é  do mesmo grupo das drogas como cianeto e arsênico – Venenos mortais! Infelizmente, leva muito tempo para  matar, mas está matando as pessoas e causando todos os  tipos de problemas neurológicos.
O Aspartame muda  a química do cérebro.  É a causa de diversos tipos de ataque. Esta droga muda os níveis de dopamina  no cérebro. Imagine o que acontece com os pacientes que  sofrem de Doença de Parkinson? Também causa malformações  fetais. Não existe nenhuma razão para se utilizar este  produto.
NÃO É UM PRODUTO DIETÉTICO!
Os anais do  congresso dizem: Ele faz você desejar carboidratos e faz  engordar. Dr. Roberts viu que quando ele interrompeu o  uso do Aspartame a perda de peso foi de 9,5 kg por  pessoa. O formaldeído se armazena nas células adiposas, principalmente nos quadris e coxas.

O Aspartame é considerado como um veneno para diabéticos,pois descontrola os níveis de açúcar no sangue podendo levar até mesmo a um estado de coma. Seu consumo é extremamente proibido para os portadores de uma doença rara chamada fenilcetonúria, pois o organismo dos portadores não é capaz de metabolizar a fenilalanina. O Dr. H.J. Roberts, especialista diabético e perito mundial em envenenamento pelo Aspartame, escreveu um livro entitulado: DEFESA CONTRA A DOENÇA DE ALZHEIMER
www.sunsentpress.com/defenseAgainstAlzheimers.html

Dr. Roberts conta  como o envenenamento pelo Aspartame está relacionado à  doença de Alzheimer. E realmente está.. Mulheres de 30 anos estão sendo internadas com Alzheimer.
Dr. Russell Blaylock e Dr. Roberts estão escrevendo uma  carta-posição com alguns casos relatados e vão colocá-la  na Internet.

Uma boa alternativa pode ser a stévia, é uma planta originaria do Paraguai  possui uma grande capacidade adoçante e  pode ser uma alternativa para adoçar todos os alimentos e bebida de uma forma mais saudável. O extrato desta planta chega a ser de 10 até 15 vezes mais adoçante que o próprio açúcar. Além disso, ela não é tóxica e não contém calorias, não causa diabetes e também não altera o nível de açúcar no sangue.

Uma avaliação do EPA (Enviromental Protection Agency – Agencia pela Proteção Ambiental – USA) sobre o metanol declara que o metanol “vem considerado um veneno por acúmulo, graças à baixissima taxa de excreção uma vez absorvido. No corpo o metanol vem oxidado em formaldeide e em ácido fórmico; ambos são tóxicos”. Os pesquisadores do EPA recomendam um limite máximo de consumo de 7.8 mg ao dia. Um litro de bebida adoçada com o aspartame contém cerca 56 mg de metanol. Os consumidores habituais de produtos que contém aspartame consomem até 250 mg de metanol ao dia, 32 vezes o limite máximo sugerido pelo EPA.

Veja com muita atenção todas as etiquetas (incluindo vitaminas e produtos farmaceuticos). Procurar a palavra “aspartame” na etiqueta e evite-os (evitar ainda “acesulfame- k ou “sunette”).
Se você é consumidor de qualquer produto contendo aspartame e tem problemas físicos, de vista ou mentais . . . façam um teste: evite a ingestão de aspartame por 60 dias. Se, após dois meses sem aspartame os seus sintomas  desapareceram ou diminuirão ficará comprovado o maleficio do aspartame.
Fica a dica
Muita Paz e saúde
Caso queira deixe se comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.