Colesterol Alto, o que fazer

Colesterol alto

Um nível elevado de colesterol no sangue pode aumentar o risco de enfarto e de derrame (AVC). Juntamente com modificação na alimentação, as vitaminas C e E e alguns compostos poderosos da flora poderão ajudar a controlar os níveis de colesterol e reduzir o seu risco .

O colesterol é uma substância lipídica que circula no sangue. Porem em excesso, o colesterol pode prejudicar a saúde. Há dois tipos de colesterol produzidos pelo organismo o LDL considerado como mau colesterol, que em quantidades excessivas, pode bloquear as artérias, e possivelmente causar infarto; e o do tipo bom (HDL), que ajuda a depurar a gordura antes de ele se acumular nas artérias. Um colesterol total e níveis de LDL elevados aumentam o risco de ataque  cardíaco, do mesmo modo que um nível baixo de HDL, inferior a 35 mg/dl. Os especialistas recomendam manter o nivel total baixo de 200mg/dl e o nível de HDL o mais alto possível.

Embora fatores genéticos afetem os níveis de gordura, em muitas pessoas a alta taxa de gordura tem relação com a alimentação rica em gordura saturada. Estes dois são encontrados, principalmente em alimentos derivados animais, como a carne de boi, manteiga e laticínios  integrais (óleo de coco, palmeira e gorduras hidrogenadas em alimentos processados são ricos em gordura saturada, porem não em colesterol. O excesso de peso, o fumo, a falta de exercício também  pode ter um efeito indesejável sobre os níveis de colesterol.

Como os suplementos podem ajudar

Diversos nutrientes e remédios da flora podem ajudar a controlar estes níveis. Comece tomando vitaminas E, C e alho, junto ou separado. Os três são benéficos e podem ser usados com segurança a longo prazo mesmo que você esteja usando algum remédio para reduzir estes níveis. Embora não reduza diretamente o colesterol, a vitamina E  tomada 400 UI, duas vezes ao dia preveni os danos induzidos no LDL pelos radicais livres. A vitamina C 1000 mg por dia ajuda a aumentar a eficácia da vitamina E e os níveis de colesterol HDL protetor. Os estudos sobre o poder do alho na redução dos níveis são conflitantes, mas vários clínicos da nutrição acreditam em um efeito positivo.

O hexaniacianato de inositol e o gugulípideo podem ser as alternativas a medicações para reduzir o colesterol; são suplementos que devem ser tomados separados. Quando usados por três ou quatro meses, o hexaniacianato de inositol, uma forma da vitamina B niacina, pode reduzir o LDL e aumentar o HDL. O gugulípideo pode ser utilizado em vez do hexaniacianato de inositol, ou como complemento a ele. O gugulípideo aumenta a capacidade do corpo de metabolizar o LDL.

[wpsr_addthis]  [wpsr_facebook]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.